Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O homem que punha os alemães a tremer

por Nunovsky Ops, em 17.09.20

A espuma da actualidade proto-política empurrava-me a escrever sobre a impagável Jamila mas isso... de onde veio, o que fez e o que não fez... essas pérolas da competência vou deixar para o Dafrog (a Jamila é um amor de estimação...).

O objecto deste post é o nosso Ministro do Jaguar/Porsche, o homem que ameaçou os banqueiros alemães, o homem da Geringonça, um "jovem Turco", um futuro ex-futuro ex-próximo secretário geral do PS e futuro primeiro ministro: Pedro Nuno Santos.

O nosso Ministro das Infra-estruturas, de jeito truculento e com a habilidade da irmã da Rosinha dos Limões numa loja de porcelanas, tem o dom do pisca-pisca: está lá mas só aparece de vez em quando... 

Na TAP, apareceu em finais de Maio, fez e desfez soluções, anunciou medidas, despediu o CEO na tv e desapareceu na bruma... Hoje ainda não sabemos qual é a estratégia do principal accionista (o Estado) para a companhia, se o capital vai ser suficiente... Sabemos é que o ex-CEO só ontem é que saiu e que até ontem existia um vazio de liderança e rumo... Sr. Ministro: em aviação um minuto é um minuto e tempo é dinheiro.

Na CP, em Julho, anunciou com pompa a circunstancia a compra de 51 carruagens a Espanha para serem requalificadas e postas a circular no Norte do país. Acrescentou, em tom triunfante, que Portugal poderia ensinar outros países a fazer bons negócios.

Hoje sabemos, pela imprensa galega, que as carruagens foram vendidas a Portugal por um preço simpático devido à sua antiguidade e perigosidade pelo facto de ter sido encontrado amianto nos materiais de construção das mesmas... 

Sabiam disto? Agradeçam à nossa Comunicação Social...

 

Os problemas das acções do nosso Ministro só aparecem mais tarde e silenciadas... 

Siga...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:34

Turismo Português

por Nunovsky Ops, em 28.07.20

Nos últimos dias vieram a publico algumas iniciativas e reivindicações de alguns organismos e entidades ligadas ao Turismo para atenuar as dificuldades.

Basicamente pretendem colocar pensos rápidos em fracturas expostas...

Infelizmente, quando era imperioso existir uma liderança estratégica firme por parte do Turismo de Portugal e do Governo, para um sector (menosprezado) mas vital para a recuperação económica do país, tivemos apenas o "Clean & Safe" entretanto esquecido, a abertura de linhas de crédito, o vazio e... vácuo por parte da Secretária de Estado...   

As regiões de Turismo não deveriam trabalhar em conjunto em vez de competirem? É o que dá os "jobs for the boys"...

Criar sinergias, estratégia integrada de todos os players e evitar a dispersão de meios e canibalismo de mercados e lutas entre regiões de Turismo... nãh, népia, nicles (bola como diria JJ).

A Associação de Hotelaria de Portugal propôs vouchers de 50 euros, transportes públicos gratuitos até Março de 2021 e entradas gratuitas em todos os espaços culturais à... CM Lisboa? E porque não alargar a todo o país? E porque não integrar a TAP na promoção e divulgação deste tipo de acções?

E por falar em TAP, deixo aqui um artigo de opinião sobre a TAP diferente de todos os que ultimamente têm sido divulgados...

O José Mendonça da Cruz aborda todo o processo que envolveu a TAP de uma forma critica salientando a falta de estratégia dos nossos governantes... https://observador.pt/opiniao/como-socialistas-e-patriotas-uteis-destruiram-a-tap/

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:18

Zap...Next

por Nunovsky Ops, em 03.07.20

E agora que a caravana passou e os cães ladraram (e vão continuar a ladrar esporadicamente) e a espuma dos dias passar, vai começar a nossa Via Sacra (silenciosa e longe dos holofotes)...

Continuamos...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 11:44

1+1=1

por Nunovsky Ops, em 27.05.20

O título deste post é da autoria de Almada Negreiros, pintor, desenhador, vitralista, poeta, romancista, ensaísta, crítico de arte, conferencista, dramaturgo, que foi desde 1910, uma das mais notáveis figuras da cultura portuguesa até aos nossos dias. A referencia a "1+1=1" vem na sequencia de uma conferencia dada por Almada-Negreiros no Teatro Almeida Garrett (atual D.Maria II) em 1932 onde critica aqueles que diziam que «o individualismo morreu e que o coletivismo ganhou», e onde afirmava que «isolar o que seja  do próprio conjunto a que pertence tudo é fazer disso mesmo uma direção proibida

(Fica sempre bem um apontamento cultural... e ajuda a manter a fama de intelectualóide...)

Isto vem a propósito da polémica desenvolvida ontem entre a TAP e os municípios das Regiões Norte e Centro de Portugal... Este é um caso típico em que as parcelas desta adição estão certas, isto numa análise despudorada e isenta. Sim, ambas estão certas nas suas posições e reivindicações. Pode parecer contraditório mas não é...

A Comissão Executiva da TAP tem como objetivo a boa gestão da companhia de forma a maximizar os proveitos e minimizar os custos. Assim, se a empresa está a navegar em mares agitadissimos, com quase a totalidade da sua frota no chão e sem receitas a entrar em caixa, faz o que a boa gestão manda que é usar os seus recursos com parcimónia. O dinheiro não abunda e, apesar do pedido de ajuda ao Estado ter sido feito no inicio de Abril, o grupo de estudo para esta ajuda só foi criado no inicio da segunda quinzena de Maio. Assim, o dinheiro não deve chegar para as necessidades mais próximas...

Todas as outras companhias de bandeira estão a centralizar operações (a BA centralizou as operações em LHR, a AF centralizou em CDG etc...) e os custos de operação diferem de companhia para companhia (custos mais baixos nas low-cost) o que interfere na rentabilidade a nível de ocupação média das aeronaves. Daí a racionalidade da entrada em alguns mercados e da ausência de oferta noutros. Não é de hoje que esta tem sido a política desta Comissão Executiva onde quando não existe procura os voos são suprimidos (utilizando linguagem ferroviária). A celebre rota Porto-Lyon é disso um exemplo: foi cancelada antes de existir sequer. Motivo: fraca procura.

Por outro lado, as reivindicações do grupo de municípios do Norte e Centro são mais do que racionais e justas. Se no passado a TAP desinvestiu no Porto, a região tratou de assegurar outras opções para os seus projetos com subsidios para a captação de outras companhias. A TAP recuou e voltou a investir. A região Norte perdoou mas não esqueceu. Agora todos os municipios estão com graves situações economico-sociais nas mãos. As empresas dos seus concelhos estão a asfixiar com esta pandemia e todos querem fazer a retoma da economia o mais rapidamente possível. Precisam de poder escoar os seus produtos, poder vender as suas marcas no estrangeiro e receber turistas para alavancar toda uma economia. Para isso, nada melhor que usar um ponta-de-lança de peso, com estatuto e prestigio: a TAP. Alem do mais, trata-se de uma empresa onde 50% do capital é do Estado e, apesar de existir um contrato onde os atos de gestão são privados, estes são tempos de exceção. Acrescente-se ainda o facto da TAP precisar de uma injeção de apoios do Estado na ordem dos 1000 milhões de euros. Assim, e se a TAP vai ser ajudada pelo Estado (todos nós) faz todo o sentido usar a TAP para desenvolver a retoma harmoniosa de todo o território nacional.

Então o que está a falhar nesta simples soma? A resposta é o Governo. Além de estarem assustadíssimos com o que está a acontecer e completamente desnorteados, não têm dinheiro e não têm qualquer tipo de estratégia. Só assim se explica que o Turismo do Porto e Norte se tenha juntado ao protesto dos municípios e o Turismo de Portugal se tenha remetido ao completo silêncio. Sabe-se que a TAP colocou todos os seus recursos à disposição deste organismo e os resultados são os que se sabem...

O Governo através da Secretaria de Estado do Turismo e do Turismo de Portugal deveriam ter um plano estratégico integrado envolvendo todas as regiões de Turismo, todos os players deste negócio e a TAP de forma a que todos remassem para o mesmo lado e usassem todas as sinergias. Iria ter custos? Claro que sim mas sob a forma de investimento e se calhar o "comprar o que é português" iria ter mais sentido... A estratégia do Algarve é similar à do Norte? E Lisboa? E a Madeira? Vão todos fazer concorrência uns aos outros?E porque é que o Governo Regional do Açores adjudicou à Ryanair a promoção do arquipélago no Reino Unido?

Agora que o caldo está entornado, vamos assistir a jogos de poder e exercícios de demagogia e hipocrisia... Mais uma vez à boa maneira portuguesa...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:30

A TAP e o Turismo Português

por Nunovsky Ops, em 23.05.20

Tinha planeado hoje escrever-vos algumas considerações sobre a TAP e a situação em que se encontra, umas linhas sobre o que vai ser do Turismo em Portugal no pós-Covid e a refletir sobre qual deveria ser a ação do Estado sobre isto tudo.

Contudo, e após já ter alinhavado uns tópicos e uma ideias, li (na minha dose diária de imprensa) um artigo de opinião do Miguel Júdice que sintetisa tudo aquilo que penso... Parece transmissão de pensamento... 

O Miguel é um empresário ligado ao Turismo e, por isso, tem uma visão mais "clara" e não tão de "treinador de bancada" dos nossos concidadãos.

Fica o link: https://observador.pt/opiniao/tap-nossa-que-estais-no-ceu/

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:08

Descodificador 2.1

por Nunovsky Ops, em 20.05.20

Aqui vai a análise descodificadora da intervenção de ontem do "nosso" ministro...

Pedro Nuno Santos: no parlamento...

Há duas semanas dizia que a TAP podia ser nacionalizada, agora que pode entrar em insolvência... Isto da bipolaridade é fod$%o... 

https://eco.sapo.pt/2020/05/19/governo-nao-quer-deixar-cair-a-tap-mas-pedro-nuno-santos-nao-exclui-insolvencia/

O Governo não quer deixar cair a TAP e faremos a intervenção necessária para garantir que a TAP não cai

  • Basicamente o ministro está a dizer que a TAP é importante para o aparelho do partido, ou seja, precisam da empresa para colocar alguns boys, e afilhados, e ex-deputados, e quem sabe algum ex-gestor de torres clericais;

“O Estado vai partir para uma negociação e não podemos excluir nenhum cenário, inclusivamente a insolvência da empresa”

  • Ou fazem o que nós queremos ou esta mer%a vai pó cara&%o;

o Estado não põe um cêntimo na TAP há 20 anos”, sublinhando que a companhia aérea tem uma “importância tão crítica para a economia portuguesa que, obviamente, o desastre económico para Portugal é muito superior a qualquer intervenção”

  • (isto é para os haters da TAP) A TAP só no ano passado, a titulo de exemplo, comprou 1.200 milhões de garrafas de vinho português, tem sede em Portugal, pagou em impostos e contribuições para a S.S. 320 milhões de euros em 2019, é a primeira empresa nacional exportadora e a sua força laboral é, quase na sua totalidade, altamente qualificada e especializada. A divida garantida pelo Estado Português (a.k.a. o Estado é fiador) é de apenas 120 milhões de euros e a idade média da sua frota é de 3,5 anos (se fosse um carro a idade média era de um mês, a titulo de comparação), e a sua divida, tão enfatizada, é resultante da renovação de frota e está totalmente controlada. Segundo um amigo meu piloto, que nada tem a ver com a TAP, esta está numa posição invejável e não precisará de se preocupar com aviões nos próximos 20 anos;

“Se as nossas condições não forem aceites, não há intervenção pública na TAP, porque nós respeitamos os portugueses”

  • Ou fazem o que nós queremos ou esta mer%a vai pó cara&%o (parte 2)

Essa revisão terá consequências ao nível da empresa. A dimensão que a TAP hoje tem não é sustentável face ao momento que vivemos e que vamos viver nos próximos anos

  • Vão voar para os destinos que mais interessam à gering... perdão, aos portugueses, servir as diferentes regiões do país porque é preciso calar os morcões do Norte e a republica das Bananas...e fazer um downsizing de rotas para agradar a Bruxelas (que vai financiar esta marmelada toda...)

“esta intervenção exigirá uma intervenção do plano estratégico”...“O controlo tem de acontecer desde já. Qualquer intervenção vai ter de exigir desde o início um controlo apertado”

  • Ou fazem o que nós queremos ou esta mer%a vai pó cara&%o (parte 3) nomeadamente utilizar (é claro) o aeroporto do Montijo (apesar de operacionalmente desastroso), vamos infestar aquela mer%a toda de boys e sindicalistas para eles não se armarem em "empresa rentável e produtiva..."

E agora pensem...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:30

O Costa do Porto Canal

por Nunovsky Ops, em 09.05.20

E não é que os ares do Norte e do Porto fazem bem ao Xôr Costa???

Não, o seu português e a sua articulação linguística não melhorou, mas conseguiu falar verdade e assumir uma data de coisas como: 

  • Vai haver uma crise económica gravíssima e alguém (nós) vamos ter que pagar;
  • O país vai ter que se reinventar;
  • Está a aguardar pela ajuda (€) da Europa;
  • Tem plano estratégico para todos os setores da economia com exceção de um;
  • O ministro das Infraestruturas esticou-se na questão da TAP porque o tom do PM é outro;
  • O país é muito centralista;

 

A ideia com que se fica é que o nosso governo é um governo de um homem só. A duvida é apenas se o gajo é bom ou os outros que o acompanham é que são maus. E o tipo não chega para tudo...

Just in case, se houver por aí alguém habilitado em fotocópias (a cores, preto e branco ou frente e verso) que se identifique... 

http://portocanal.sapo.pt/um_video/pOljJCYTiGr198OMROAb

Só uma nota mais: que pena não haver mais Júlios nas redações dos jornais e tv's deste país, sem medo de fazer perguntas sejam elas incómodas ou não (e acossado pelo pouco tempo...).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:30

Ah... Está sol lá fora...

por Nunovsky Ops, em 23.04.20

Hoje acordei cedo (como sempre)...

Não por querer manter as rotinas laborais e assim não perder a voltagem certa como dizem os especialistas psicológicos (até porque estou em layoff e a palavra de ordem é dolce fare niente) mas porque gosto de acordar cedo e aproveitar o dia.

E acordei bem disposto, tomei o belo do pequeno-almoço, fui passear a fera canina e fiquei maravilhado... Não vi "viv'alma", uma paz porreira, quase nenhum carro a circular e estava sol... Pensei então para mim que isto do confinamento não é assim tão mau e as consequências até podem ser interessantes...

Senão vejamos a coisa... Tenho um stock razoável de papel higiénico (nada pornográfico, para aí 50 rolos...), tenho os enlatados da praxe na dispensa, o talho está controlado (!!), o peixe tem dias e os legumes e frutas são aqui ao lado de casa... Quanto ao pão, a padaria está aberta e, em alternativa, há para aí carradas de receitas na net de como fazer pão e novos padeiros encartados nas redes sociais... Ah, e tenho ananás para pôr nas pizzas (só para chatear os fascistas culinários...).

Mais importante de tudo, foi ouvir ontem o Sr. Costa a dizer que a austeridade foi e será sempre uma má ideia pelo que, desta, já estamos safos... Impostos nem vê-los e o salário está garantido. O puto só vai entrar no mercado de trabalho, se tudo correr bem, dentro de 14 anos por isso...

A TAP será re-nacionalizada em breve e os nossos aviões serão as novas "vacas voadoras" conhos... Para além de ter sempre alguém a indicar o caminho e no que pensar...

Fiquei, também, mais tranquilo quando me apercebi que a bola vai voltar em breve e com isso os intermináveis programas de entendidos na matéria com que a malta se entretém e adormece... E, ainda para mais, vai começar mais um BB (espero que agora com legendagem...)... Isto agora é que vai ser...

O melhor das coisas, vai ser o facto das praias no verão passarem a ter aquela sinalética dos parques de estacionamento - LIVRE / OCUPADO - o que vai facilitar a escolha... As bolas de berlim é que ainda não percebi como vai funcionar mas fico com a impressão que o andebol vai passar a ter mais praticantes este verão...

Mas o melhor, melhor, melhor vai ser, quando os courts de ténis abrirem, não ter que cumprimentar o camelo do nabo do sapo do meu parceiro quando o tipo me ganhar... temos que ter distanciamento social, não é?

E agora não vos chateio mais, até porque tenho o meu contrato de trabalho suspenso até ao final do mês, e vou almoçar um rancho à portuguesa do melhor...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:49



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


subscrever feeds




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D