Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A memória

por Nunovsky Ops, em 26.05.20

Depois de alguns dias em profunda reflexão e meditação (ou a curar uma ressaca de sono e a por as series em dia, mas isso não ficava bem escrever...), volto à vossa companhia para debitar alguns pensamentos/alarvidades que me atormentam. Um destes pensamentos relaciona-se com a memória em todas as suas vertentes (das mais nerds às outras...).

A primeira coisa que me vem à memória sobre este assunto é que a memória varia e avaria consoante as pessoas. É que nem todos temos bons discos duros...(ou espinha vertebral!!)

E aí está... a primeira vertente da memória é a informática. Sim aquela coisa do RAM e do ROM que aquela malta "cool" e, com certeza, extremamente popular no secundário e faculdade, dominam na perfeição e tornam os jantares tão agradáveis (vinicamente é claro...).

Outros tipos porreiros são os do fitness que têm muito o conceito de memória muscular, ou seja, a capacidade que o nosso corpo têm para, após um período sem treinar, voltar a assimilar de novo o trabalho de força feito e até aumentar os níveis anteriores... Pois, pois e o Dr. Póvoas e os ginásios viviam de quê?

Temos também a parte zoológica da coisa com a memória de elefante e a memória de grila mas é melhor não ir por aí... Na Arquitetura existe a memória descritiva que é o documento que acompanha os desenhos dos projetos e na História (a minha preferida) temos a melhor das definições que é a função geral de conservação de experiência anterior que se manifesta por hábitos ou por lembranças, a tomada de consciência do passado como tal produzindo uma lembrança, uma recordação, um monumento... Por algum motivo Saramago escreveu o "Memorial do Convento"...

Aquela memória que nunca iremos ver é o que escrevem nos nossos túmulos do cemitério "em memória de Elimino Antunes, filho exemplar..." A sorte é que depois de mortos somos todos gajos do caraças...

Depois temos a vertente mais comum da memória que é a social/patológica/medicinal e que tem várias alíneas:

  1. Falta de memoria derivada de algum acidente, défice neurológico ou patologia relacionada com Alzheimer;
  2. Falta de memória por teres inalado substancias que te fazem rir e fritam-te a pipoca;
  3. Falta de memória ativa onde estás sempre a cometer os mesmos erros e os teus amigos estão sempre a dizer "fod$-%& não aprendes..."
  4. Falta de memória passiva onde o problema não é teu mas sim daqueles que se esquecem de quem os ajudou ou suportou (a.k.a. ingratidão/egoísmo) e tem como habitat preferencial os locais de trabalho...
  5. Falta de memória coletiva, algo muito comum em Portugal e com diversos exemplos: PS, PSD, BE, PCP, CDS, bancarrota, Sócrates, jobs for the boys, incêndios de Pedrogão, Justiça, corrupção, DDT, e-mails etc... etc...
  6. Memória seletiva onde, basicamente, só te recordas daquilo que mais te interessa, esquecendo o resto independentemente da sua magnitude ou importância...

Depois temos os outros que por estarem no fim são os mais importantes. Sim, são aqueles que leêm os posts até ao fim, que não se esquecem dos verdadeiros amigos e que estão sempre presentes... Esses vêm-me sempre à memória.

E como existem pessoas que gostam de frases impactantes deixo um proverbio popular:

"A memória dos homens é curta."  Ainda bem que só fala da memória...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 10:51



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts recentes


subscrever feeds




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D