Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O país que somos

por Nunovsky Ops, em 03.05.21

Ontem tivemos um breve vislumbre do país que somos e que teimamos em manter...

Ao serão, todos (ou quase todos) vimos e rimos com a sátira que Ricardo Araújo Pereira fez com o senhor que é administrador de umas quantas empresas, que pelos vistos não tem bem a certeza que é (administrador) e que, alegadamente, deu um pequeno calote ao Novo Banco (foram só 560 milhões) apesar de, pelos vistos, não ter nada em seu nome e não ter grandes posses mas isso ele também não tem grandes certezas disso...

O senhor, de seu nome Bernardo Moniz da Maia, teve a maçada de ir uma tarde à A.R. responder a umas coisas aos deputados, foi enxovalhado por uns quantos, incluindo a Dra Mariana Mortágua, e o país riu-se, merecidamente diga-se...

Nós portugueses passamos um bom bocado a escarniar sobre estes personagens, generalizamos sobre "a gatunagem destes magnatas", os populistas de serviço manifestam-se contra a podridão do sistema e a nossa esquerda enche o peito triunfante (com a sua habitual superioridade moral) contra o "grande capital"...

Em contrapartida, a divida vai ser perdoada, o senhor vai manter o iate, as casas, os carros, as viagens, o estilo de vida e demais mordomias...

No fundo o país ri-se do senhor durante uns dias e o senhor ri-se do país para o resto da vida...

 

Há coisas piores... só é pena eu viver aqui...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:40

Copiar mas da forma (totalmente) errada

por Nunovsky Ops, em 20.04.21

Benchmarking é um processo empresarial que visa identificar as melhores práticas do mercado, por meio da comparação, com o propósito de incrementar a performance de uma companhia, ou seja, percepcionar como outras empresas atingem determinada performance para que se aplique solução semelhante, ou melhorada, na própria companhia.

Isto vem a propósito do Plano Ferroviário Nacional que foi apresentado dia 19 por Pedro Nuno Santos (PNS), noticia que passou mais ou menos despercebida entre o anuncio da Superliga da bola e a excitação da abertura dos shoppings.

Na TSF online, a noticia "Lisboa-Porto? Pedro Nuno Santos não quer ligações aéreas com menos de 600 quilómetros" dá-nos a ideia do ministro afirmativo, à sua imagem, do estilo "quantos são? venham eles..." celebrizado pelo major...

Ao longo da noticia somos brindados com considerações ligeiras (quase irresponsáveis) sobre a TAP : "Custa-me, dada a situação da TAP que os aviões deixem de fazer Lisboa-Porto, mas isso é um sinal de desenvolvimento". Exacto, caro PNS, custa-lhe a si e a todos os contribuintes que vão por 4 mil milhões na empresa mas... o povo é sereno...

Mais à frente faz considerações sobre o Aeroporto Sá Carneiro, dando mais uma machadada naquela empresa de que é dono : "se olha muitas vezes para a TAP como um instrumento para dinamizar o aeroporto de Sá Carneiro. A principal dinamização do aeroporto de Sá Carneiro será mesmo dada com a ligação de alta velocidade entre o aeroporto Sá Carneiro e Vigo". Sim senhor, senhor ministro... Nota-se que percebe mesmo disto...

Devem neste momento (se ainda estiverem a ler), a perguntar o que é que o PSN tem a ver com o Benchmarking? A resposta é tudo. 

Basta ler esta noticia de 08 Março "Alemães da Lufthansa trocam aviões por comboios" para percebermos que não percebemos nada de nada... Nem copiar bem...

 

 

© Leonel de Castro/Global Imagens 

© EPA/FRIEDEMANN VOGEL

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:20



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


subscrever feeds




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D