Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Dia da poesia

por Dafrog, em 21.03.22

Ele sem ela nada era

Ela sem ele era o mundo

Sentados na praia a admirar o sol

As ondas a bater morriam levemente

Assim como o amor dos dois

Seria sempre assim

Até ao final dos tempos

Afinal o amor também morre

Como as ondas ao bater na areia

Para ele ela era tudo

Para ela ele já o foi

Nem o calor do sol a entrar na pele

Aquela mesmo que ele adorava percorrer

Traria um alento ao coração

Na dúvida de que voltaria a ter

Aquele amor que já foi seu

Ele sem ela nada seria

Ela sem ele tudo teria

A alegria o encanto a beleza

Que o tempo reclamou

Os anos passaram

E ali ficaram os dois

Naquela praia a mirar o horizonte

Na esperança que as ondas trouxessem

Aquele amor que o tempo levou...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:05


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


subscrever feeds




Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D