Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Frase para o dia...

por Mélinha, em 29.01.21

As pessoas se desiludem por descobrirem que perderam o que nunca tiveram.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:16

E a culpa agora é do Passos?

por Dafrog, em 26.01.21

Quando em 2011 Passos Coelho "mandou os professores emigrarem", levou porradinha de todos os lados. Quando em 2016 Costa fez exactamente o mesmo, houve quem o defendesse. Questões de prismas. Mas para que cada um tire as suas ilações, aqui ficam as frases caro leitor (ou leitora caso alguém do Bloco de Esquerda nos esteja a ler, que isto de não ferir "coninhas" está muito na moda):

"É muito importante para a difusão da nossa língua. É também uma oportunidade de trabalho para muitos professores de português que, por via das alterações demográficas, não têm trabalho em Portugal e podem encontrar trabalho aqui em França”, António Costa a 12 de junho de 2016.

“Estamos com uma demografia decrescente, como todos sabem, e portanto nos próximos anos haverá muita gente em Portugal que, das duas uma: ou consegue nessa área fazer formação e estar disponível para outras áreas ou, querendo manter-se sobretudo como professores, podem olhar para todo o mercado da língua portuguesa e encontrar aí uma alternativa”, Passos a 18 de dezembro de 2011.

Vai daí, sabendo que faça o que fizer não se passa nada, a sotôra Marta T(r)emido, decidiu mandar emigrar os nossos doentinhos. Ou pelo menos tentar. Se correr mal a culpa é sempre do Passos. Já agora, ninguém recebeu por engano o Magalhães que o meu filho tinha direito? É que o Costa também afirmou em Abril de 2020 algo que está (!) escrito no programa do governo.

Coitado do Passos ainda apanha com esta também...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:19

Ode à mediocridade

por Nunovsky Ops, em 23.01.21

Em 1975 o general Otelo Saraiva de Carvalho foi de viagem oficial à Suécia, acompanhado por Rosa Coutinho. Na altura Otelo era comandante do poderoso COPCON. Reza a lenda que conversa com o primeiro-ministro sueco Olof Palme, Otelo teria dito com orgulho que em Portugal já tínhamos acabado com os ricos. Palme respondeu que, na Suécia, preferiam acabar com os pobres.

Em Março de 2020, aquando do primeiro confinamento geral, o Governo fomentou o ensino à distancia quer através da tele-escola quer através das plataformas digitais. A estratégia tinha óbvias falhas mas estas eram desculpáveis pela urgência e pelo inusitado do momento. Os alunos do ensino privado, com sistemas já implementados, obtiveram uma maior normalidade no processo de ensino (posso atestar por experiência própria).

Muitos alertas foram feitos para diminuir as assimetrias e as desigualdades do sistema. O Governo do sotor Costa e do sotor Rodrigues logo trataram de anunciar um programa ao estilo Magalhães 2.0.

Muitos meses passaram sem que nada se voltasse a ouvir (fosse o que fosse) sobre a atribuição de computadores e internet para todo o ensino publico. Apenas que estava fora de questão voltar a fechar as escolas.

Mas, surpresas das surpresas, as escolas fecharam. E o que fez o nosso Governo? Proibiu as aulas presenciais e online para todos.

Quais foram os critérios? O vírus não é informático e com os alunos "presos" às aulas online não andam nas ruas... A razão trata-se somente de uma opção ideológica para camuflar a incompetência e a inexistência de medidas equitativas que assegurem a igualdade de acesso à Internet e a computadores a todos os alunos.

Ao proibir as aulas online durante o confinamento decretado, o Governo não fez mais que nivelar por baixo todos os alunos... Bem-vindos ao PREC.

Cid

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:57

O dia de reflexão

por Nunovsky Ops, em 23.01.21

Quando tive a ideia de escrever sobre este tema tinha a intenção de "rasgar de cima a baixo" esta excentricidade eleitoral portuguesa patrocinada pela Comissão Nacional de Eleições (CNE).

Sim, os pandegos da CNE, agarrados aos idos anos 80, acham que a malta cá do burgo precisa de um dia livre de noticias sobre os candidatos para pensar bem em quem vai votar.

Eu não tive essa sorte porque votei antecipadamente. Tive de suportar o bulling comunicacional dos debates: a máscara do Marcelo, os lábios vermelhos da Marisa, o discurso do Cassete Cunhal, as caretas da Ana (Herman és tu?), os grunhidos do outro, as analogias calceteiras do Tino e o coiso do Liberal... Basicamente votei por cruz...

Hoje cheguei à conclusão que o dia de reflexão é importante.

Podemos reflectir sobre as causas do confinamento obrigatório, sobre as eleições decorrerem em apenas um dia, sobre as escolas não terem ensino à distancia, sobre o planeamento da pandemia, sobre o SNS, sobre o nosso comportamento cívico, sobre o estado do tempo amanhã e, sobretudo, podemos reflectir como em 2021, no decorrer de uma pandemia global, ainda votamos como em 1982...

Reflictamos então...

Gregório Cunha / LUSA

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:40

O acto de votar

por Nunovsky Ops, em 17.01.21

Aqui no Norte, quando nos deparamos com algo ou alguém excepcional dizemos que é algo/alguém do cara$#%. Parece depreciativo mas não, pelo contrário é um sinal de muito apreço e admiração.

Pois Portugal também é um país do cara$#% mas, infelizmente, bipolar.

Hoje fui exercer o meu dever cívico de votar antecipadamente. Por um lado por causa das medidas sanitárias, por outro porque na data das eleições estarei a trabalhar.

E se pensava que seria algo rápido (fui às 08:30) desde logo fui instruído pela dura realidade de estar numa fila a contemplar os jardins e os carros cobertos de gelo...

Mas que processo arcaico e burocrático meus senhores....

E então porque é que Portugal é bipolar?

Temos as Websummits, o Simplex, o Magalhães, o StayawayCovid, o Teams, o Zoom, temos a melhor e mais funcional rede de multibanco do mundo, a app.gov.pt, a e-fatura etc... e ainda votamos com uma folha de papel que é preciso colocar dentro de um envelope branco que por sua vez entra num envelope azul em que depois é colocado um autocolante mais um comprovativo de voto antecipado...

E nem vou aflorar a questão dos cadernos eleitorais em papel...

Isto interessa a quem? Esta forma de votar dá jeito a quem? À CNE??

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:30

A Hungria e Venezuela aqui ao lado

por Nunovsky Ops, em 15.01.21
Primeiro levaram os negros
Mas não me importei com isso
Eu não era negro
 
Em seguida levaram alguns operários
Mas não me importei com isso
Eu também não era operário
 
Depois prenderam os miseráveis
Mas não me importei com isso
Porque eu não sou miserável
 
Depois agarraram uns desempregados
Mas como tenho meu emprego
Também não me importei
 
Agora estão a levar-me
Mas já é tarde.
Como eu não me importei com ninguém
Ninguém se importa comigo. 

Intertexto - Bertolt Brecht

Brecht foi um dos grandes reformadores do teatro no século XX ideologicamente marcado por um posicionamento político assumidamente de esquerda.

É, assim, um dos autores mais estimados pelos nossos "pensadores" e activistas de esquerda. O Intertexto é muitas vezes citado na "luta" contra os fascistas reais ou fabricados cá do burgo.

A nossa classe jornalística, com as suas tendências políticas, fazem sempre eco das ameaças da extrema-direita esquecendo (por lapso, como é óbvio) o outro extremo...

Pois é... mas agora bateu-lhes à porta:  descobriram que em Portugal, país governado nas ultimas décadas maioritariamente por governos de esquerda, a classe jornalística anda a ser vigiada pela policia a mando do Estado... 

Será desta que se aperceberão que estamos mais perto da Venezuela ou da Hungria do que alguma vez desconfiaram??

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:45

As presidenciais

por Nunovsky Ops, em 13.01.21

As presidenciais de eleições pouco têm: já todos sabemos quem ganha... isto por falta de comparência dos candidatos (com excepção do recandidato...).

Alguém é capaz de dizer aquelas pessoas o que é a Constituição Portuguesa? Aquele documento onde lá para o artigo 133 e afins vêm escritas as competências do cargo a que se candidatam? 

Já agora (e porque falamos de competências) quantas vezes, acham, que o Jorge Sampaio demitiria este governo?

 

Imagem: Lusa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:20

A terceira vaga

por Nunovsky Ops, em 10.01.21

Por esta ninguém esperava. Nem mesmo os especialistas que aconselham os nossos decisores políticos.

Como é que surgiu a terceira vaga? Seria expectável este frio nesta altura do ano?

Os deuses só podem estar doidos...

Claro que a culpa dos 10.000 casos e da centena de óbitos diários só pode ser dos portugueses.

Sim a culpa é tua, é sua, é da Dona Amélia que passou a consoada de Natal com os filhos, a culpa é do Nando que se atreveu a ir a casa do melhor amigo jantar, é da Rosa que teve o desplante de fazer as suas compras no sábado de manhã (antes do hiper fechar), a culpa é do Sr. Manuel que foi visitar (de fugida) a tia que não tem mais ninguém...

Por isso o nossos governantes declararam que a culpa da terceira vaga é do Natal e é sua.

Deveríamos ser vergastados, presos ou multados por isto. Pior, deveríamos ser obrigados a votar nas presidenciais.

E nada de arranjar desculpas, estou já a avisar.

Nada de começar a dizer (ou pior: a pensar !) que isto foi tudo obra dos transportes públicos apinhados nas horas de ponta, dos aglomerados nos supermercados e shoppings por causa dos horários ou das confusões das escolas. Toda a gente sabe que o vírus não anda por esses lados...

E não me façam falar do resto porque se eu vos quisesse esmagar diria que os 6 milhões de consultas em atraso eram  vossa culpa porque se lembram de ficar doentes...

E depois ainda se atrevem a ir a hospitais privados... 

Toda a gente sabe que os hospitais privados fazem negócio com a doença (no fundo cobram para nos curar...). Só o SNS é que é bom: só faz negocio com a saúde...

Por isso, meus amigos, quem celebrou o Natal já sabe: um menos na caderneta.

O governo é que é bom!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:16

2021 é que vai ser...

por Nunovsky Ops, em 01.01.21

Ah... Já se respira melhor.

2021 já chegou e tudo vai voltar a ser normal!! Só pode ser assim não é?

Por acaso não tive oportunidade de ver e ler os prognósticos para este ano dos nossos astrólogos mediáticos... Tive outros assuntos em que dormitar...

Há 24 horas atrás, o mundo parecia ter saído de uma tela de Hollywood e agora é que vai ser... 

Então, faço agora mesmo uma aposta/profecia, tipo bruxo de Fafe, para o normal 2021:

  1. Tino de Rans vai ser eleito PR;
  2. A inveja pelo sucesso alheio vai ser eliminada;
  3. André Ventura vai assumir, finalmente, a relação com Mamadu Ba;
  4. António Costa vai ser nomeado para o Óscar de melhor realizador;
  5. A vacina para a Covid vai-se revelar um excelente afrodisíaco;
  6. Rui Rio vai-se candidatar à presidência do Benfica após LFV anunciar que vai entrar no BB2021 (season 2);
  7. A Tininha da TVI vai-se mudar para as Carnes Nobre e revolucionar o mundo das carnes processadas;
  8. O Marítimo vai ser campeão nacional depois do escândalo da BSad e do Comporta FC.
  9. A TAP vai ser comprada pela Qatar Airways e vai mudar o Hub para Beja;
  10. A Escócia vai separar-se do Reino Unido e vem viver para a costa da Galiza.

 

Ou seja, 2021 vai ser another day in the office...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:30

Meu Som

por Nunovsky Ops, em 01.01.21

"Cause I'm back, yes I'm back
Well, I'm back, yes I'm back
Well, I'm back, back
Well, I'm back in black
Yes, I'm back in black"

  • AC/DC - Back In Black

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 02:24



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


subscrever feeds




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D